• European Le Mans Series

    A não perder

    European Le Mans Series

    Ler mais

  • Festival de Dança Contemporânea “Entrelaçados”

    Notícias

    Festival de Dança Contemporânea “Entrelaçados”

    Ler mais

  • Feira de São Martinho

    A não perder

    Feira de São Martinho

    Ler mais

  • A não perder

    European Le Mans Series no AIA

    20 a 22 de outubro

    O AIA recebe a última prova desta época do “European Le Mans Series” e as emoções estarão ao rubro para um lugar no pódio. Na corrida para o título de campeão está o português, Filipe Albuquerque e em pista, será ainda possível ver pela 1ª vez e em voltas de demonstração, o fórmula 1, Brabham BMW, que pertenceu ao tricampeão Nelson Piquet.

  • Notícias

    Festival de Dança Contemporânea “Entrelaçados”

    28 de outubro a 11 de novembro

    O Festival de Dança Contemporânea “Entrelaçados”, que decorre de 28 de outubro a 11 de novembro, regressa este ano num formato inovador que abrange duas cidades no Algarve. Para além de Portimão, a cidade de Lagos é outro dos espaços de criação deste Festival. Serão 15 dias consecutivos de programação intensiva em torno da dança contemporânea, os quais incluem Espetáculos, Workshops, Performances de Rua, Exposição de Fotografia, Cinema e uma Prova de Vinhos para aquecer os dias de outono.

  • A não perder

    Algarve Classic Festival 2017

    27 a 30 de outubro

    O maior evento de automóveis clássicos do sul da Europa, organizado em conjunto pelo Autódromo Internacional do Algarve e pela Race Ready de Diogo Ferrão, regressa ao Algarve entre 27 e 30 de outubro. Após o sucesso de 2016, a grande atracção do evento deste ano será a participação de novos campeonatos internacionais, onde se esperam cerca de 300 viaturas e 500 pilotos de mais de 25 diferentes nacionalidades.

  • A não perder

    Festival de Órgão do Algarve

    3 e 10 de novembro

    Depois de oito anos de festival só na cidade de Faro, nesta segunda edição do evento estendida à região será possível conquistar público novo para usufruir de música para órgão, cativar munícipes para a preservação de instrumentos que são património, divulgar música portuguesa e erudita e espalhar pelo Algarve o entusiamo pelos órgãos históricos.

  • A não perder

    XXXVIII Aniversário da Associação Distrital de Judo do Algarve

    28 outubro

    No próximo dia 28 de outubro irá realizar-se, no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Portimão, o XXXVIII Aniversário da Associação Distrital de Judo do Algarve, uma iniciativa organizada em colaboração com a UFAD - Judo Alvor.

  • A não perder

    Rallye Casinos do Algarve

    17 e 18 de novembro

    O vencedor do Rallye Casinos do Algarve 2017 será o novo campeão do European Rally Trophy (ERT). A prova decorre nos dias 17 e 18 de novembro na Praia da Rocha, com a parte competitiva a decorrer nos pisos de asfalto do barlavento algarvio. O Rali foi adaptado às exigências desta inédita Final.

  • A não perder

    Outubro na Casa Manuel Teixeira Gomes

    Outubro 2017

    A Casa Manuel Teixeira Gomes é uma porta aberta à Cultura. O programa para o mês de outubro é pautado por boa música e exposições que merecem a sua visita. Uma programação que privilegia, claramente, a opção pela diversidade.

  • A não perder

    Ateliers na Quinta Pedagógica

    outubro

    A Quinta Pedagógica de Portimão é um espaço de reaproximação ao campo, à vivência e aos valores do mundo rural, tão importantes para o crescimento de uma população urbana cada vez mais afastada desta realidade.

  • A não perder

    Curso de Ervanária

    26 setembro e 3, 10, 17 e 31 outubro

    Anna Vignoli, formadora do workshop de Ervanária pela associação Archeosofica. O workshop de Ervanária será realizado pela Associação Archeosofica, uma associação cultural italiana sem fins lucrativos, conhecida na Itália e na Europa pela alta qualidade das suas iniciativas e que já organizou diversos eventos culturais em Portugal.

  • European Le Mans Series no AIA
  • Festival de Dança Contemporânea “Entrelaçados”
  • Algarve Classic Festival 2017
  • Festival de Órgão do Algarve
  • XXXVIII Aniversário da Associação Distrital de Judo do Algarve
  • Rallye Casinos do Algarve
  • Outubro na Casa Manuel Teixeira Gomes
  • Ateliers na Quinta Pedagógica
  • Curso de Ervanária

O aroma da sardinha assada voltou a invadir a zona ribeirinha de Portimão, na 23.ª edição do Festival da Sardinha

Entre 2 e 6 de agosto passados, Portimão esteve em festa e celebrou, mais uma vez, o seu principal ícone gastronómico. Por toda a cidade, o clima foi de festa e aliado, como manda a tradição, ao aroma da tradicional sardinhada que abriu o apetite de todos os visitantes.


Ao longo de cinco noites de festa e muita animação, onde foi possível degustar a afamada Sardinha assada como manda a tradição, em pão caseiro ou no prato acompanhada com a batata e a salada à Algarvia, passaram pela zona ribeirinha aproximadamente 50 mil visitantes, num recinto com acesso livre, refletindo-se desta forma no sucesso e reconhecimento do festival.

 

A animação foi uma constante na zona ribeirinha, entre o museu de Portimão e a zona entre pontes, com artesanato, doçaria, animação de rua e sonoridades várias, desde o folclore que diariamente animavam o espaço à música tradicional portuguesa no Coreto e no espaço “Sardinha no Pão”, passando ainda pelo teatro.

O evento que este ano atraiu perto de 50 mil visitantes à zona ribeirinha, voltou a associar-se aos restaurantes mais antigos e tradicionais desta zona da cidade, que voltaram a exibir nas entradas dos seus estabelecimentos a insígnia “Aqui há Sardinha!”.
Diariamente os restaurantes oficiais À Ravessa, Casa Bica, Dona Barca, Forte e Feio, O Meco, Retiro do Peixe Assado, Ú Venâncio e Zizá, assim como os restaurantes nas proximidades do festival, e o espaço “Sardinha no Pão”, assegurado pelas associações locais GEJUPCE Portimão – Gil Eanes Juventude Portimonense Clube e Boa Esperança Atlético Clube Portimonense, encheram-se de filas, mostrando a tradição e atratividade que o festival e o ex-libris da cidade mantêm. Os visitantes que, por estes dias, se deslocaram ao Festival da Sardinha, não deixaram assim escapar a oportunidade de degustar a afamada sardinha assada.
Os menos apreciadores deste pitéu aderiram na mesma ao festival, gerando igualmente filas e enchendo o espaço dos petiscos e doces regionais, na zona dos expositores.

Aliás, entre artesanato, petiscos e doçaria regionais, três dezenas de expositores marcaram presença neste evento, trazendo até Portimão o melhor que o artesanato e o sector agroalimentar regionais podem oferecer.

A nível musical, passaram pelo festival da sardinha os artistas Aurea, Reflect, Átoa, Cuca Roseta e João Só, que animaram todos os visitantes no palco principal, com concertos repletos de boa disposição e emoção.

O Festival da Sardinha foi uma organização da Câmara Municipal de Portimão, em parceria com a Associação Turismo de Portimão, a Junta de Freguesia de Portimão, a APS - Administração dos Portos de Sines e a EMARP – Águas e Resíduos de Portimão, com o patrocínio da Malo Clinic, No Solo Água, Socialgar Seguros, Sagres e Delta Cafés, e o apoio do Barlavento - Semanário Regional do Algarve e do Turismo do Algarve. O Festival tem, ainda, como rádio oficial a Alvor FM.