Portimão comemora Dia Internacional dos Monumentos e Sítios com recriação de “Um dia e uma noite na Pré-História”

No âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios o Museu de Portimão em colaboração com a Direção Regional de Cultura do Algarve, o Município de Monchique e as Juntas de Freguesia de Portimão, Alvor, Mexilhoeira Grande e o Grupo de Amigos do Museu de Portimão irá realizar no dia 22 de Abril de 2017, das 14h30 às 22h30, uma recriação pré-histórica junto do Centro Interpretativo e Monumentos Megalíticos de Alcalar, com entrada livre.

Iniciativas deste género têm vindo a ser desenvolvidas desde 2006 pelo Museu de Portimão nos Monumentos Megalíticos de Alcalar (Monumento Nacional). “UM DIA E UMA NOITE NA PRÉ-HISTÓRIA” é uma recriação histórica que permite a centenas de famílias experienciarem as atividades realizadas na pré-história de forma divertida e pedagógica. Este ano a iniciativa prolonga-se pela noite dentro, com animação dos grupos de teatro e de música da Escola da Bemposta que irão recriar cenas do quotidiano e reproduzir os sons daquele tempo. A observação de estrelas vai ser outro dos pontos altos da noite, contando com a presença dos Centros de Ciência Viva de Lagos e de Faro para ajudar os visitantes a “ler” e entender o Céu.

Durante a tarde os participantes poderão conhecer de uma forma interativa o quotidiano destas populações pré-históricas através de uma grande diversidade de ateliês práticos e didáticos representativos das atividades de caça, olaria, tecelagem, fabrico de ferramentas, processos de talhe, preparação e cozedura de alimentos, fabrico de cerveja pré-histórica, fabrico de instrumentos agrícolas e adornos, transporte de grandes monolíticos e moagem. Este ano haverá duas novidades: uma oficina de gravura com base nos padrões gráficos das placas de xisto bem como um novo atelier exemplificando processos de fundição do cobre.

A arqueologia experimental volta, também, a marcar a oferta desta iniciativa com um conjunto de propostas que permitirão ao visitante participar e assistir à preparação dos alimentos, desde o “desmanchar” de um porco, ao aproveitamento de toda a sua carne e ossos, até à sua confeção. Os mariscos, berbigão, ameijoa e o peixe fazem igualmente parte da ementa que os mais curiosos poderão provar. Sem fósforos nem facas a equipa, especializada neste tipo de experimentação, vai fazer o fogo e preparar os alimentos como se recuássemos 5000 anos utilizando os instrumentos de pedra.
O visitante vai ficar a conhecer as práticas do talhe de líticos e outros materiais que possivelmente seriam usadas no fabrico das ferramentas, machados, pontas de setas, enxós e flechas, entre outros.
Será um dia de experiências fundamentadas pelos estudos já realizados sobre o território Alcalarense e os trabalhos desenvolvidos por parte de investigadores das universidades de Estugarda, Córdoba e pelo Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa.
Esta edição contará, ainda, com a participação do Centro de Ciência do Lousal que irá organizar actividades que permitem explicar de forma científica, pedagógica e lúdica os recursos mineiros explorados pela comunidade pré-histórica de Alcalar.

Uma vez mais, o programa das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios conta com um significativo apoio financeiro proveniente da candidatura realizada pelo Grupo de Amigos do Museu de Portimão ao Programa DiVaM da Direção Regional da Cultura do Algarve e com a ajuda de um grupo de voluntários que habitualmente colaboram com a equipa do museu e contribuem para dinamizar as atividades.
Mais informações podem ser solicitadas através dos telefone 282 405 230/ 282 471 410 ou do e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.