• Notícias

    Viva o Carnaval em Portimão

    8 a 25 de fevereiro

    Portimão volta a brincar ao Carnaval através de um vasto conjunto de iniciativas, dos bailes e concursos de máscaras aos desfiles e cortejos, prometendo divertir toda a gente, numa organização da Câmara de Portimão e das Juntas de Freguesia de Alvor, Mexilhoeira Grande e Portimão, com o relevante contributo do movimento associativo, ou não fosse esta uma festa de profundo cariz popular.

  • A não perder

    Ateliers na Quinta Pedagógica

    Fevereiro

    Marque já na sua agenda os ateliers de fevereiro. As inscrições deverão ser efetuadas na receção da Quinta Pedagógica, cerca de 15 minutos antes do início da atividade, sendo validadas mediante o pagamento e por ordem de chegada.

  • A não perder

    Música p’ra nanar na Biblioteca

    8 fevereiro, 14 março, 4 abril e 13 junho

    Nestas sessões de música pretende-se proporcionar à criança momentos lúdicos que o irão preparar para futuramente entender melhor a música, expressando as suas próprias ideias musicais de forma autónoma e independente.

  • A não perder

    Apresentação do livro "A Vivência da pobreza no universo dos centros sociais da AMI"

    27 de fevereiro

    Este livro resultou de uma investigação que teve como objetivo principal percecionar a imagem vivenciada da pobreza no universo da população apoiada pela Ação Social da AMI em Portugal.

  • A não perder

    Clube de Escrita Criativa para Jovens

    24 janeiro, 21 fevereiro e 6 e 20 de março 2020

    Este clube de escrita criativa tem como objetivo fomentar desde cedo nos jovens o prazer pela escrita. Será um espaço de troca de experiências e criações literárias em que o gosto pela leitura será também bem marcado.

  • A não perder

    Apresentação do livro “Nunca Pares” de Emanuel Mendes

    21 de fevereiro

    A presente obra retrata uma série de Caminhos de Santiago e de Fátima percorridos pelo autor. Ao longo da obra os diversos capítulos abordam a descrição de como surgiu a ideia de percorrer estes caminhos, uma breve abordagem histórica, a simbologia associada ao Caminho de Santiago, o planeamento e os ensinamentos aprendidos e experiências trocadas.

  • A não perder

    Apresentação do livro - "Histórias do Fogo - Relatos de Heróis com Rosto"

    22 de fevereiro

    Este livro pretende contar o que sucedeu nas horas do grande incêndio de 15 de Outubro de 2017 e nos dias que as seguiram, e também o que mudou para todo o sempre na nossa paisagem interior. O seu propósito é o de retratar experiências de testemunhas focadas no que de positivo este evento nos trouxe, nomeadamente a capacidade humana de entrega a algo que nos suplanta.

  • A não perder

    Histórias na Quinta

    22 de fevereiro

    Como novidade nos ateliês, a Quinta Pedagógica irá iniciar uma nova atividade de sábado, as “Histórias na Quinta”, onde a Biblioteca Municipal vem à Quinta ler histórias.

  • A não perder

    Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha

    Janeiro a março 2020

    De forma a abordar temas que despertem o público para uma audição mais consciente da música, João Miguel Cunha propõe-se comentar semanalmente obras de grandes compositores, com o suporte de vídeo e áudio. Os assistentes serão exortados a colaborar, colocando perguntas ou expressando ideias ou emoções, no sentido de se criar uma verdadeira tertúlia.

  • A não perder

    Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão

    7 de dezembro a 12 de abril 2020

    A exposição dos trabalhos premiados da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão, maior maratona fotográfica a sul do Tejo – bem como a entrega dos prémios aos vencedores, está marcada para sábado, dia 7 de dezembro, às 17h00, no Museu de Portimão e estará integrado no programa oficial das Comemorações do Dia da Cidade de Portimão.

  • A não perder

    Exposição "Estuários" de Arlindo Arez

    Até 23 de fevereiro

    Nesta exposição, o público tem a oportunidade de experienciar o trabalho desenvolvido recentemente por Arlindo Arez, artista conterrâneo e contemporâneo, de reconhecimento internacional. O tema da exposição - ESTUÁRIOS - pretende enquadrar estes trabalhos, abstratos, por conceção, numa linhagem histórica de pintura de paisagem, reinterpretada, como é claro, num registo identificável numa corrente de Expressionismo Abstrato.

  • A não perder

    Start Work V

    5, 6 e 7 de março

    A “Start Work” volta a reunir empresas e instituições públicas e privadas da região, com atendimento presencial aos visitantes, num certame que visa promover a divulgação de ofertas de emprego e estágios profissionais, programas e medidas de apoio ao investimento, formação profissional, ensino secundário regular e profissionalizante e ensino superior, disponibilizadas por empresas e instituições de ensino públicas e privadas, politécnicas e universitárias existentes no município e região do Algarve.

  • A não perder

    Em fevereiro na Casa Manuel Teixeira Gomes

    08 a 28 de fevereiro

    Em fevereiro retomam as sessões do A Casa (Con)Vida às quintas. Aproveite para visitar também as três exposições presentes até ao final do mês e assista ao concerto Madrigal Renascentista, pela Academia de Música de Portimão.

  • A não perder

    Santa Mãezinha"

    7 de março

    Um conjunto de peripécias toma conta da vida destas quatro pessoas durante uma noite inesquecível para eles e todo o público que os visitar. Noémia Costa encabeça o elenco a dar vida a Helena, a sogra que ninguém gostaria de ter, mas que todos desejam ver. Uma comédia à portuguesa, original de Renato Pino, que é também o responsável pela encenação do espectáculo.

  • A não perder

    Paulinho Lêmos: Saudades do Brasil em Portugal

    22 de fevereiro

    O Corvo e a Raposa Associação Cultural, em parceria com o Município de Portimão, promove o concerto de Carnaval “Saudades do Brasil em Portugal”, com um ensemble de músicos portugueses e brasileiros residentes na região algarvia, como Vasco Ramalho na marimba, liderados pelo prestigiado músico brasileiro Paulinho Lêmos, residente em Portugal desde 1988.

  • Viva o Carnaval em Portimão
  • Ateliers na Quinta Pedagógica
  • Música p’ra nanar na Biblioteca
  • Apresentação do livro
  • Clube de Escrita Criativa para Jovens
  • Apresentação do livro “Nunca Pares” de Emanuel Mendes
  • Apresentação do livro -
  • Histórias na Quinta
  • Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha
  • Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão
  • Exposição
  • Start Work V
  • Em fevereiro na Casa Manuel Teixeira Gomes
  • Santa Mãezinha
  • Paulinho Lêmos: Saudades do Brasil em Portugal

A segunda edição do Simpósio Internacional de Pintura de Portimão arranca no próximo dia 23 de setembro, e irá decorrer até ao dia 28 de setembro, entre as 9h30 e as 18h30, no Museu de Portimão.

Este evento que terá lugar no hall do Auditório do Museu de Portimão e nas imediações exteriores, contará com a presença de artistas do Azerbaijão, da Roménia e artistas emergentes do panorama nacional que estarão a trabalhar em espaço público, expondo o seu processo, as suas dúvidas e preocupações.

No decorrer do Simpósio, cada artista produzirá uma obra que, durante o seu processo de realização estimulará o diálogo sobre a dicotomia Homem/Terra, enfatizado pelas distintas perspetivas culturais e geracionais dos participantes.  O programa deste Simpósio abrange ainda a atividade “Artista por um Dia”, em que contará diariamente com a participação de vários artistas que terão intervenções pontuais e ajudarão a estimular o debate entre os participantes.
 
Esta iniciativa convida à reflexão do público em geral sobre um tema fundamental da contemporaneidade, o “Antropoceno”, conceito popularizado pelo cientista Paul J. Crutzen no seu artigo de 2002 na revista Nature. Crutzen propunha o termo para descrever o período geológico que sucede o Holoceno. Esta proposta é fundamentada em informação recolhida em testemunhos de gelo através dos quais poderia estabelecer uma ligação entre a revolução industrial, no final do séc. XVIII, e aumentos na concentração de gases de efeitos estufa na atmosfera. Estes resultados permitem-nos pôr em perspetiva e em evidência que o Homem se tornou uma força geológica por si só com participação ativa no trajeto do sistema terrestre.  

Adil Yusif, do Azerbaijão, é formado desde 2000 pela Academia de Artes e Cultura de Baku. Em 2005, foi premiado com a medalha de ouro da terceira Bienal Internacional de Pintura Contemporânea do Mundo Islâmico no Teerão e com o primeiro prémio no evento “The Best Painting of the Year” promovido pelo Ministério da Juventude, Desporto e Turismo da República do Azerbaijão. Conta com exposições em mais de 20 países.

Ainda do Azerbaijão, recebemos Zarnishen Yusif, graduada pela Academia de Arte de Baku desde 2009, que, dos inúmeros reconhecimentos recebidos, destacamos a recente integração na equipa de artistas representados no Pavilhão do Azerbaijão                        
durante a 58ª Edição da Bienal de Arte de Veneza.

Maria Balea, da Roménia, estudou sob o alçado de Iachim Nica na  Universidade de Arte e Design de Cluj-Napoca, é membro da União de Artistas Plásticos da Roménia desde 1999 e da IKV Internationaler Kunstlerverein. Conta com mais de 200 participações em exposições pelos mais distintos países. Dos principais reconhecimentos, destacamos a participação na 12ª Bienal Internacional de Arte de Roma e o primeiro prémio em pintura no Atelier an der Donau na Austria.

Sebastião Cavaco é licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, conta com participações em exposições coletivas e individuais em Lisboa, Caldas da Rainha, Castelo Branco e Faro. É também membro da direção da Associação Cultural ALZINE com a qual realizou o um festival de artes em 2017, estando a seu cargo, para além da curadoria artística do evento, a imagem a seleção de artistas musicais e artistas visuais participantes.

Tito Chambino é o mais jovem dos participantes, licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, acaba de ingressar no mestrado em Ensino de Artes plásticas. Conta com participações em exposições em Lisboa, Porto e Coimbra. 

No dia 28 de setembro, pelas 15h30 terá lugar no hall do Museu a cerimónia de encerramento da iniciativa onde os artistas terão a oportunidade de apresentar as obras e partilhar as suas perspetivas acerca dos trabalhos desenvolvidos.

O evento é uma produção da Associação Cultural Cuneo Sularte, curado por Arlindo Arez e Leandro Arez com o apoio institucional da Câmara Municipal de Portimão.

 

0
0
0
s2sdefault