• 357ª Feira de São Martinho

    A não perder

    357ª Feira de São Martinho

    Ler mais

  • I Jornadas Sociais de Portimão

    Notícias

    I Jornadas Sociais de Portimão

    Ler mais

  • IV Festival Internacional de Piano do Algarve

    A não perder

    IV Festival Internacional de Piano do Algarve

    Ler mais

  • A não perder

    357ª Feira de São Martinho

    8 a 17 de novembro

    Neste que é um dos polos incontornáveis de animação outonal no concelho, e que volta a ter lugar, como habitual, no Parque de Feiras e Exposições de Portimão, não vão faltar as tradicionais castanhas assadas, as farturas, as pipocas, o pão com chouriço e outros petiscos tentadores nos bares e tasquinhas existentes no recinto, assim como vários espaços de animação com jogos diversos, ‘carrinhos de choque’ e carrosséis, numa feira que promete fazer as delícias de miúdos e graúdos.

  • A não perder

    Teatro-documentário "Pelos que andam sobre as águas do mar"

    19 de novembro

    Inspirado na obra “Os Pescadores”, de Raul Brandão, no trabalho de investigação realizado nas comunidades piscatórias de Portimão, Nazaré, Sesimbra, Setúbal e Montijo, e na investigação antropológica de Vanessa Amorim, o projeto tem o Museu de Portimão como parceiro, conta com a participação das atrizes Ana Lúcia Palminha e Suzana Branco e é encenado por Miguel Jesus.

  • A não perder

    Histórias na Quinta

    23 de novembro

    Como novidade nos ateliês, a Quinta Pedagógica irá iniciar uma nova atividade de sábado, as “Histórias na Quinta”, onde a Biblioteca Municipal vem à Quinta ler histórias.

  • A não perder

    Ateliê Grandes e Pequenos "A fada Oriana” de Sophia de M. Breyner Andresen

    16 de novembro

    Em A Fada Oriana, encontramos o dom da proteção sobre os seres mais frágeis que vivem numa floresta, encontramos as tão humanas oscilações entre a solidariedade, o sentido da responsabilidade e o egoísmo e a vaidade. Encontramos, como é próprio de muitos contos tradicionais e para a infância, as peripécias de uma luta entre o bem e o mal.

  • A não perder

    Apresentação do livro “Crónicas ao correr do tempo” de João Miguel Cunha

    23 de novembro

    Desde jovem tem desenvolvido o gosto pela escrita. Os contactos com gente diferente, em terras diferentes, serviram de inspiração para passar ao papel uma série de crónicas, pequenas histórias e impressões de viagem que, agora, na serenidade da aposentadoria, editou no livro “Crónicas ao correr do Tempo”.

  • Notícias

    Programação Desportiva CED 2019 - Novembro

    1 a 30 novembro

    Conheça a programação do mês de novembro na CED 2019.

  • A Não Perder

    Exposição "João César, A Magia do Acordeão"

    Até 24 de novembro

    Uma homenagem da Câmara Municipal de Portimão e do Executivo da Junta de Freguesia de Portimão ao acordeonista portimonense, que começou a tocar aos 16 anos a solo, e também em conjuntos musicais por todo o país.

  • 357ª Feira de São Martinho
  • Teatro-documentário
  • Histórias na Quinta
  • Ateliê Grandes e Pequenos
  • Apresentação do livro “Crónicas ao correr do tempo” de João Miguel Cunha
  • Programação Desportiva CED 2019 - Novembro
  • Exposição

A Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes, de Portimão, comemora, no próximo dia 6 de novembro, 26 anos de muitas histórias para contar ao serviço da comunidade local.

As comemorações vão ser assinaladas em três dias e através de cinco atividades para diferentes públicos. No dia de aniversário, dia 6 de novembro, às 14h30, destaque para o “O Algarve de Sophia”, um recital com poemas e canções de tributo a Sophia de Mello Breyner, por Afonso Dias no âmbito das Comemorações do Centenário do Nascimento de Sophia de Mello Breyner 1919 – 6 de novembro. O público-alvo são as escolas secundárias e carece de inscrição prévia. É conhecida a relação íntima e profunda de Sophia de Mello Breyner Andresen com o Algarve. Desde muito jovem que ela se apaixonou por este sul e este mar, por estes lugares e esta luz, por esta gente e estas cores, que lhe lembravam a Grécia, primordial na sua formação de poeta e na visão filosófica que lhe modelou a cidadania exemplar. No mesmo dia, mas às 21h00, a comunidade é convidada a assistir ao espetáculo de Afonso Dias com “Fado Aleixo”, numa homenagem ao grande poeta algarvio nos 120 anos do seu nascimento (1899). “Fado Aleixo” é um tributo ao mais criativo e sagaz dos poetas algarvio – António Aleixo. Afonso Dias traz o poeta Aleixo de regresso ao Fado Tradicional, que ele mesmo cantava. Um algarvio, um herói popular, um poeta superior.
Nos dias 8 e 9 de novembro serão dias dedicados à escritora Margarida Fonseca Santos, autora reconhecida e muito querida do público que tem uma grande parte das suas obras no Plano Nacional de Leitura. Publicou o seu primeiro livro para crianças há vinte e um anos. Desde esse instante, nunca mais parou de escrever para este público, um verdadeiro desafio que se transformou numa grande paixão. No dia 8, pelas 16h00, a escritora irá ministrar uma ação de Formação intitulada “Escrever para ler” dirigida a professores bibliotecários, técnicos de Biblioteca, professores e educadores. A inscrição deverá ser realizada previamente na Biblioteca Municipal. À noite, pelas 21h00 a Biblioteca recebe uma Sessão de Contos gratuita para Adultos pela Margarida Fonseca Santos.

“Razões para Escrever” (NósNaLinha, 2019), de Margarida Fonseca Santos, conta-nos o percurso da autora, mas simultaneamente a relevância para entrar no jogo da palavra escrita, da escrita lúdica, onde se desafiam as regras rígidas de gramática e da sintaxe – o que importa é “desbloquear” para brincar com a palavra. “O meu campo são as palavras”, escreve Margarida no início do livro, aconselhando-nos a arrumá-las, desarrumá-las e voltar a arrumá-las numa folha branca.  O que importa é escrever, escrever, escrever.

No sábado, dia 9 novembro, pelas 16h00, crianças e jovens são convidados a passar uma tarde bem animada com uma Sessão de Contos gratuita. Margarida Fonseca Santos é autora de livros como “Altamente”, “O Boião Mágico” e “Uma Questão de Azul-Escuro”, e de coleções como “O Reino de Petzet” e, em coautoria com Maria João Lopo de Carvalho, “Os 7 Irmãos”. Além de escrever para crianças, adultos e teatro, trabalha na área da escrita criativa e do treino mental, algo que ficou do tempo em que se dedicava à Pedagogia e à Formação Musical. A coleção ”A Escolha É Minha” é o reflexo de todo este percurso.

PROJETOS DA BMMTG
Ao longo dos seus 26 anos de existência, têm sido promovidas inúmeras iniciativas dirigidas a pais e filhos, avós e netos, as quais constituem excelentes oportunidades para a partilha de experiências e saberes entre gerações. De referir que a Biblioteca pertence ao grupo de trabalho das bibliotecas municipais do Algarve – em formalização a Rede de Bibliotecas do Algarve com o apoio da AMAL e DGLAB - Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e tem projetos marcantes na comunidade, como o Clube de Leitura, a Recolha e Reutilização de Manuais Escolares, os Padrinhos da Leitura e ainda as Férias de Verão “5 Histórias, 5 Semanas e 1 Noite”.

Além dos serviços habituais de consulta local de documentos, jornais, publicações de carácter periódico e internet, ou dos empréstimos domiciliários, a Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes possui um valioso fundo documental, que incide sobretudo na região algarvia e nas suas gentes e assinala várias efemérides como o Natal, a Páscoa, o Halloween, o Dia do Pijama, o Carnaval e o Março Jovem com a comunidade escolar.
NÚMEROS

Neste 26º aniversário, importa realçar números que marcam a diferença. A Biblioteca Manuel Teixeira Gomes tem 18.500 utilizadores inscritos, tem 80.000 documentos disponíveis, tem 175 utilizadores diários, tem 50 crianças por cada sessão educativa, tem 30 acessos Wi-Fi diários, tem 50 consultas de internet diárias e 70 documentos emprestados diários. Para além destes dados importa referir que este equipamento presta apoio às 16 bibliotecas escolares do concelho e apoia o Prémio Nacional de Leitura, o Prémio Literário Manuel Teixeira Gomes e a Feira do Livro.

Envergando o nome de um dos mais ilustres cidadãos portimonenses e reconhecido escritor, a Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes é hoje um espaço privilegiado de leitura e contacto com o universo da literatura. Promover e desenvolver serviços e atividades diversificadas que contribuam para o acesso livre da comunidade ao conhecimento, à cultura e à informação, é a grande missão deste espaço que faz parte das infraestruturas concelhias de cultura e que pertence à Rede Nacional de Leitura Pública.

Nas duas últimas décadas e meia, passaram por este espaço consagrado à literatura e às leituras destacadas personalidades, de José Saramago a Lídia Jorge, sem esquecer Álvaro Cunhal, Ernâni Lopes, Pepetela, José Fanha, Fernando Rosas, Daniel Sampaio, Glória Marreiros, Gonçalo Ribeiro Teles, Isabel Alçada, Manuel Alegre, Mia Couto, José Eduardo Agualusa e tantos outros.

 

0
0
0
s2sdefault