• Seminário EDUCAR...o Quê, Como e Onde?

    A Não Perder

    Seminário EDUCAR...o Quê, Como e Onde?

    Ler mais

  • Música p’ra nanar na Biblioteca

    A não perder

    Música p’ra nanar na Biblioteca

    Ler mais

  • Ilustres desconhecidos | Concerto para Piano de Joly Braga Santos

    A não perder

    Ilustres desconhecidos | Concerto para Piano de Joly Braga Santos

    Ler mais

  • A não perder

    Ateliêr Grandes e Pequenos “A última paragem" de Matt de la Peña

    18 de janeiro

    Esta viagem, cheia da energia de uma cidade movimentada, dá relevo a um olhar maravilhoso, que só pode ser partilhado entre avós e netos, ganhando vida através da escrita vibrante de Matt de la Peña e das ilustrações radiantes de Christian Robinson.

  • A não perder

    Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha

    Janeiro a março 2020

    De forma a abordar temas que despertem o público para uma audição mais consciente da música, João Miguel Cunha propõe-se comentar semanalmente obras de grandes compositores, com o suporte de vídeo e áudio. Os assistentes serão exortados a colaborar, colocando perguntas ou expressando ideias ou emoções, no sentido de se criar uma verdadeira tertúlia.

  • A não perder

    Histórias na Quinta

    25 de janeiro

    Como novidade nos ateliês, a Quinta Pedagógica irá iniciar uma nova atividade de sábado, as “Histórias na Quinta”, onde a Biblioteca Municipal vem à Quinta ler histórias.

  • A não perder

    Clube de Escrita Criativa para Jovens

    24 janeiro, 21 fevereiro e 6 e 20 de março 2020

    Este clube de escrita criativa tem como objetivo fomentar desde cedo nos jovens o prazer pela escrita. Será um espaço de troca de experiências e criações literárias em que o gosto pela leitura será também bem marcado.

  • A não perder

    Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão

    7 de dezembro a 12 de abril 2020

    A exposição dos trabalhos premiados da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão, maior maratona fotográfica a sul do Tejo – bem como a entrega dos prémios aos vencedores, está marcada para sábado, dia 7 de dezembro, às 17h00, no Museu de Portimão e estará integrado no programa oficial das Comemorações do Dia da Cidade de Portimão.

  • A não perder

    Música p’ra nanar na Biblioteca

    8 fevereiro, 14 março, 23 maio e 13 junho

    Nestas sessões de música pretende-se proporcionar à criança momentos lúdicos que o irão preparar para futuramente entender melhor a música, expressando as suas próprias ideias musicais de forma autónoma e independente.

  • A não perder

    Exposição "Estuários" de Arlindo Arez

    Até 23 de fevereiro

    Nesta exposição, o público tem a oportunidade de experienciar o trabalho desenvolvido recentemente por Arlindo Arez, artista conterrâneo e contemporâneo, de reconhecimento internacional. O tema da exposição - ESTUÁRIOS - pretende enquadrar estes trabalhos, abstratos, por conceção, numa linhagem histórica de pintura de paisagem, reinterpretada, como é claro, num registo identificável numa corrente de Expressionismo Abstrato.

  • A não perder

    Em janeiro na Casa Manuel Teixeira Gomes

    11 a 31 de Janeiro

    Em janeiro assinala-se na Casa Manuel Teixeira Gomes o bicentenário do nascimento do Báb - uma das figuras centrais da Fé Bahá'í - que preparou o mundo para a vinda de Bahá'u'lláh, o prometido de todas as épocas. Em apenas 6 anos, o impacto que a Sua vida e obra geraram foi tal que, 200 anos depois, milhões de pessoas no mundo inteiro desejam celebrar e homenagear a Sua vida e Missão.|| Consulte também a restante programação.

  • A não perder

    Hora de Conto com Autores “A aventura da pulguinha Aurora”

    1 de fevereiro

    Aurora é uma pequena pulga que se perde dos seus pais e embarca numa aliciante aventura para encontrar o caminho de volta a casa. Junta-te a ela nesta viagem e ajuda-a a decifrar o enigma que a levará ao encontro da sua família.

  • Ateliêr Grandes e Pequenos “A última paragem
  • Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha
  • Histórias na Quinta
  • Clube de Escrita Criativa para Jovens
  • Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão
  • Música p’ra nanar na Biblioteca
  • Exposição
  • Em janeiro na Casa Manuel Teixeira Gomes
  • Hora de Conto com Autores “A aventura da pulguinha Aurora”

O Município de Portimão vai assinalar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, que se celebra a 25 de novembro, com algumas iniciativas que visam alertar a sociedade para os casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos.

No dia da efeméride, a partir das 15h00, o Centro Comunitário da Cruz da Parteira recebe a atividade conjunta “Curtas e Debates”, na qual participarão utentes dos centros comunitários e centros de convívio sénior do concelho, para falar sobre a temática, com a visualização de curtas-metragens da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), a que se seguirá troca de ideias e experiências sobre este problema social.

Com o objetivo de criar soluções e ponderar sobre comportamentos negativos, no final do dia será gerado um documento que espelhará as ideias, ações, atividades e soluções sugeridas pelos participantes, no sentido de se criarem iniciativas tendentes a colmatar a violência contra as mulheres.

A propósito desta matéria, foi celebrado recentemente um protocolo de cooperação com o Município de Portimão, Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Comunidade Intermunicipal do Algarve, Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, Instituto de Segurança Social, Instituto de Emprego e Formação Profissional, Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares – Direção de Serviços da Região do Algarve, Administração Regional de Saúde do Algarve, Procuradoria da República da Comarca de Faro, Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, Direção Geral de Reinserção Social e Serviços Prisionais, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Portimão, Guarda Nacional Republicana, Policia de Segurança Pública, Universidade do Algarve, Federação dos Bombeiros do Distrito do Algarve e Associação Portuguesa de Apoio à Vitima, que é a entidade coordenadora.

O protocolo vem permitir o reforço e reorganização das equipas da APAV, a formação para o concelho e outras ações de informação e sensibilização que possam vir a ser preparadas entre o Município de Portimão e a associação, com vista à consolidação da resposta de proteção e combate à violência contra as mulheres e à violência doméstica, no âmbito da estratégia nacional para a igualdade e a não discriminação 2018-2030 – Portugal Igual.

Na sequência desse protocolo, realiza-se nos dias 25 e 26 novembro uma formação sobre violência doméstica dirigida a técnicos da autarquia e parceiros que lidam direta ou indiretamente com vítimas desta problemática. A ação, que terá lugar na Casa Manuel Teixeira Gomes, será dinamizada por um formador da APAV e incidirá sobre os mitos e o impacto da violência doméstica, orientações para a intervenção psicossocial e enquadramento legal.

NÚMEROS ALARMANTES

Em média, segundo a APAV, uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica em Portugal, abarcando todas as condições e estratos sociais e económicos. A entidade possui uma linha direta, podendo ser contactada gratuitamente pelo número 116 006, entre as 9h00 e as 21h00 dos dias úteis.

A funcionar em Portimão desde dezembro de 2000, o gabinete local da APAV registou no ano passado um total de 294 utentes, 255 dos quais foram vítimas de crime, sendo 82 por cento do sexo feminino, sobretudo mulheres na faixa etária entre os 25 e os 54 anos, casadas (25,9 por cento), com filhos (29.4 por cento) e com escolaridade ao nível do ensino secundário (17,3 por cento) e superior (14,1 por cento). As relações de cônjuge, companheira ou namorada com o autor do crime totalizam 40 por cento das situações detetadas.

O gabinete está situado na Esquadra de Portimão da PSP, localizada na Avenida Miguel Bombarda, podendo ser igualmente contactada por telefone (282 484 407) ou e-mail (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.).

ORIGEM DA EFEMÉRIDE

Em 1999, as Nações Unidas designaram oficialmente 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, estando a data relacionada com a homenagem às irmãs Patria, María Teresa e Minerva Maribal, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo e que se tornaram símbolo mundial de luta contra a violência que vitimiza as mulheres.

0
0
0
s2sdefault