• Fundo de Emergência Social no valor de 2 milhões de euros

    Noticias

    Fundo de Emergência Social no valor de 2 milhões de euros

    Ler mais

  • Ação de boas práticas para a contenção do coronavírus junto da comunidade de etnia cigana

    Notícias

    Ação de boas práticas para a contenção do coronavírus junto da comunidade de etnia cigana

    Ler mais

  • Centro de rastreio móvel Coronavírus

    Notícias

    Centro de rastreio móvel Coronavírus

    Ler mais

Arrancam esta segunda-feira, 17 de fevereiro, os trabalhos da primeira fase da requalificação da Avenida Afonso Henriques, cuja empreitada contempla uma intervenção global nesta importante artéria da ‘baixa’ de Portimão, que engloba a substituição do pavimento da faixa de rodagem, o qual será asfaltado.

Com o valor total de 924.974,95 euros, a intervenção tem a duração estimada de 240 dias e inclui os estacionamentos e passeios desta avenida, localizada entre o Largo do Dique e a Rotunda das Operárias Conserveiras, estando igualmente prevista a plantação de árvores e a reformulação das infraestruturas de águas, esgotos e pluviais, a cargo da EMARP.

Durante o decurso desta obra de grande envergadura, será necessário proceder a alterações significativas no trânsito ao longo da zona da intervenção e vias próximas, o que provocará alguns constrangimentos, minimizados através da calendarização da empreitada em três fases/troços, com a implantação de planos de desvio do tráfego rodoviário.

A primeira fase da empreitada, que decorrerá até maio próximo, abrange a zona da Avenida Dom Afonso Henriques compreendida entre o “Stand Volvo” e o edifício da Segurança Social, assim como a Rua Fábrica da Liberdade, sendo possível a circulação normal de veículos entre o Largo do Dique e o acesso à Avenida Miguel Bombarda, e desta via em direção à Rotunda das Operárias Conserveiras. O acesso à zona ribeirinha de Portimão e à Praia da Rocha deverá ser feito pela Rua D. Carlos I.

Enquanto durar esta fase, haverá percursos excecionais, devidamente assinalados no local, quer para pesados de passageiros e mercadorias, quer para as linhas 11, 14 e 33 do Vai e Vem.

Pelo facto desta intervenção, considerada fundamental, originar alguns constrangimentos, tanto à população em geral, como aos moradores, comércio e serviços da zona em intervenção, a Câmara Municipal de Portimão solicita a melhor compreensão de todos, estando disponível para prestar os esclarecimentos necessários, através da linha telefónica 282 470 300 ou do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

0
0
0
s2sdefault