• Portimão dá palco aos artistas locais

    Notícias

    Portimão dá palco aos artistas locais

    Ler mais

  • Black Friday no comércio local

    Notícias

    Black Friday no comércio local

    Ler mais

  • Campanha “Eu quero o meu Natal - Eu Escolho Cumprir”

    Notícias

    Campanha “Eu quero o meu Natal - Eu Escolho Cumprir”

    Ler mais

27.10.2020

A Igreja Matriz de Portimão vai ser palco do concerto inaugural relativo à 13ª edição do Festival de Órgão do Algarve, marcado para as 21h00 de 6 de novembro, com a atuação do organista Pedro Monteiro.

Num programa que cruza vários séculos, estilos e influências musicais, Pedro Monteiro irá sublinhar as características únicas do órgão da Matriz de Portimão, interpretando obras de compositores de Itália (Giovanni Gabrieli), Países Baixos (Jan Pieter Sweelinck), Espanha (Andrés de Sola), Alemanha (Johann Sebastian Bach e Franz Xaver Schnizer), Áustria (Wolfgang Amadeus Mozart) e Portugal (Carlos Seixas e João de Sousa Carvalho).

Com entrada livre, mas sem possibilidade de marcação prévia, a limitação da assistência será de 100 lugares sentados, por ordem de chegada. Os espetadores devem usar obrigatoriamente máscara e utilizar o dispensador de solução à base de álcool para desinfetar as mãos, existindo circuitos de circulação definidos e portas diferentes de entrada e saída.

Este evento também terá transmissão on-line que poderá ser efetuada nas seguintes plataformas:

https://www.facebook.com/acMusicaXXI/

https://www.youtube.com/user/maisalgarve (em full HD)

https://www.facebook.com/MaisAlgarve/

O 13º Festival de Órgão do Algarve, organizado pela Associação Música XXI, também passará até 28 de novembro pelos órgãos históricos da Sé e da Igreja do Carmo, ambas em Faro, da Igreja de Boliqueime, e da Igreja de Santiago, em Tavira. O programa do Festival poderá ser consultado em https://www.yumpu.com/pt/document/read/64661656/festival-de-orgao-2020.

Este prestigiado certame musical tem o apoio da Direção Regional de Cultura do Algarve e dos Municípios de Faro, Loulé, Portimão e Tavira, entre outros, contando com as parcerias da Diocese do Algarve, do Cabido da Sé de Faro, da Ordem do Carmo de Faro e das Paróquias de Boliqueime, Tavira e Portimão.