• Sardinha em Concertos

    Notícias

    Sardinha em Concertos

    Ler mais

  • Humor.PTM – Festival de Comédia de Portimão

    Notícias

    Humor.PTM – Festival de Comédia de Portimão

    Ler mais

  • Exposição fotográfica “De Polo a Polo”

    Notícias

    Exposição fotográfica “De Polo a Polo”

    Ler mais

20.05.2021

O Município de Portimão vai requalificar a antiga lota de Alvor com o objetivo de tornar este edifício emblemático da vila num espaço polivalente, para o que foi destinado um investimento global de 283.741,12 euros, sendo elegível o valor de 234.005,28 euros para comparticipação a 85 por cento no âmbito do programa MAR2020.

Antigo ponto de comercialização do pescado de Alvor, através do método de leilão e conhecido como a lota, este imóvel simboliza um dos principais panteões do património piscatório edificado, histórico e cultural da vila.

Nesse sentido, o projeto “Antiga lota de Alvor – Espaço Polivalente” pretende restaurar, conservar e dinamizar o edifício, viabilizando-o em termos de valorização patrimonial e dinamização cultural, como contributo para a perpetuação dos conhecimentos e transmissão de saberes da comunidade local, em articulação com o futuro Centro Interpretativo do Salva-vidas de Alvor, já em construção.

A dinamização cultural de ambos os espaços é o principal objetivo do projeto, que tem em consideração os pescadores reformados que diariamente procuram a antiga lota como ponto de contemplação e de socialização. Esta valorização simboliza igualmente um reforço positivo na oferta e empreendedorismo turístico do município, pois a antiga lota constitui um dos cartões de visita para os largos milhares de turistas que procuram Alvor.
 
Com este projeto, e através do Museu de Portimão em articulação com a Unidade de Regeneração Urbana, a autarquia pretende realizar o restauro e conservação do imóvel, sobretudo a fachada e interior, instalando algumas estruturas de apoio, como dois quiosques interativos e equipamento museográfico e de projeção, por forma a promover o acesso e fruição pública do edifício, ao mesmo tempo que será divulgada informação em várias línguas acerca deste rico património edificado.

Também está contemplada a reabilitação de memórias e histórias da pesca e da comercialização do pescado em lota, assim como alguns hábitos gastronómicos e de consumo locais, dando ainda a conhecer a envolvente e paisagem ribeirinha em termos do importante património natural e da biodiversidade da Ria de Alvor.

Um dos principais vetores do projeto será evocar a história da evolução da zona ribeirinha de Alvor, em termos da sua ocupação ao longo dos tempos e dos importantes espaços de memória que aí existiram, como a antiga estiva, os armazéns de trabalho dos pescadores ou as primeiras tascas, hoje convertidas em restaurantes.

Para complementar o discurso do edifício da lota e dos equipamentos informativos aí existentes, vai ser concebido um programa anual de atividades, entre as quais passeios pela envolvente ribeirinha, exposições das artes de pesca locais com explicações por pessoas relacionadas com a temática, realização de um mercado de peixe que recrie o ambiente de lota que durante várias décadas animou este espaço, além do contacto direto com a comunidade piscatória, de espaços de tertúlia e de demonstrações gastronómicas, iniciativas musicais e cénicas, etc.

Fazem igualmente parte dos planos municipais integrar a antiga lota e zona envolvente nos circuitos turísticos relacionados com património cultural e de natureza, sustentabilidade marítima, piscatória e ambiental ou com o ecoturismo, criando condições para pequenos passeios comentados pela Ria de Alvor sobre temas da sua história e vivências, ou centrados na rica biodiversidade local, que permitirá potenciar a consciencialização para o desenvolvimento sustentado deste destino.