• Haverá, uma criação de Mariana Vasconcelos

    A não perder

    Haverá, uma criação de Mariana Vasconcelos

    Ler mais

  • Black Friday no comércio local de Portimão

    Notícias

    Black Friday no comércio local de Portimão

    Ler mais

  • Rallye Casinos do Algarve

    A não perder

    Rallye Casinos do Algarve

    Ler mais

27.10.2021

Terminou mais uma edição de sucesso da Rota mais famosa do Algarve, com 292 petiscos, distribuídos por onze municípios da região. Num importante momento de retoma para a restauração, após a Covid-19, o evento foi uma forma de voltar a juntar os petiscadores à mesa, com familiares e amigos, e levá-los a descobrir novas iguarias e estabelecimentos, que assim quiseram dar a conhecer o seu trabalho.

A Teia D’Impulsos, associação organizadora do evento, revelou os excelentes resultados de mais uma edição da Rota do Petisco, um evento que se confirmou bastante resiliente em período de pandemia. O evento deste ano gerou um impacto económico direto próximo dos 400.000€, com mais de 135.000 ementas vendidas, o que representou um aumento de mais de 20% em relação ao impacto em 2020.

Este ano a Rota Solidária irá apoiar nove projetos sociais, previamente selecionados, com o valor da aquisição do Passaporte do evento (1,5€). Nesta 11.ª edição, foram vendidos mais de 13 milhares de passaportes pelo que foi possível, graças a todos os petiscadores, angariar cerca de 20.000€ para as instituições, valor que ultrapassa o do ano passado e excede as expectativas da Organização.

O coordenador do projeto Rota do Petisco, Nuno Vieira, afirma: “A organização da edição de 2021 da Rota do Petisco foi um desafio para a Teia D’Impulsos, tendo em conta as dificuldades sentidas pelo impacto da pandemia COVID-19 para a implementação do projeto. Felizmente, a recetividade tanto dos estabelecimentos de restauração, dos nossos parceiros e dos próprios petiscadores para abraçarem com entusiasmo mais uma rota, tornaram realidade a 11ª Rota do Petisco que se traduziu em mais um sucesso. Ultrapassamos as 130.000 rotas vendidas e o grau de satisfação dos participantes foi muito elevado. Estamos já a começar a pensar em 2022, para que todo o Algarve volte novamente a entrar em Estado de Petisco!”