• Seminário EDUCAR...o Quê, Como e Onde?

    A Não Perder

    Seminário EDUCAR...o Quê, Como e Onde?

    Ler mais

  • Música p’ra nanar na Biblioteca

    A não perder

    Música p’ra nanar na Biblioteca

    Ler mais

  • Ilustres desconhecidos | Concerto para Piano de Joly Braga Santos

    A não perder

    Ilustres desconhecidos | Concerto para Piano de Joly Braga Santos

    Ler mais

  • A não perder

    Ateliêr Grandes e Pequenos “A última paragem" de Matt de la Peña

    18 de janeiro

    Esta viagem, cheia da energia de uma cidade movimentada, dá relevo a um olhar maravilhoso, que só pode ser partilhado entre avós e netos, ganhando vida através da escrita vibrante de Matt de la Peña e das ilustrações radiantes de Christian Robinson.

  • A não perder

    Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha

    Janeiro a março 2020

    De forma a abordar temas que despertem o público para uma audição mais consciente da música, João Miguel Cunha propõe-se comentar semanalmente obras de grandes compositores, com o suporte de vídeo e áudio. Os assistentes serão exortados a colaborar, colocando perguntas ou expressando ideias ou emoções, no sentido de se criar uma verdadeira tertúlia.

  • A não perder

    Histórias na Quinta

    25 de janeiro

    Como novidade nos ateliês, a Quinta Pedagógica irá iniciar uma nova atividade de sábado, as “Histórias na Quinta”, onde a Biblioteca Municipal vem à Quinta ler histórias.

  • A não perder

    Clube de Escrita Criativa para Jovens

    24 janeiro, 21 fevereiro e 6 e 20 de março 2020

    Este clube de escrita criativa tem como objetivo fomentar desde cedo nos jovens o prazer pela escrita. Será um espaço de troca de experiências e criações literárias em que o gosto pela leitura será também bem marcado.

  • A não perder

    Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão

    7 de dezembro a 12 de abril 2020

    A exposição dos trabalhos premiados da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão, maior maratona fotográfica a sul do Tejo – bem como a entrega dos prémios aos vencedores, está marcada para sábado, dia 7 de dezembro, às 17h00, no Museu de Portimão e estará integrado no programa oficial das Comemorações do Dia da Cidade de Portimão.

  • A não perder

    Música p’ra nanar na Biblioteca

    8 fevereiro, 14 março, 23 maio e 13 junho

    Nestas sessões de música pretende-se proporcionar à criança momentos lúdicos que o irão preparar para futuramente entender melhor a música, expressando as suas próprias ideias musicais de forma autónoma e independente.

  • A não perder

    Exposição "Estuários" de Arlindo Arez

    Até 23 de fevereiro

    Nesta exposição, o público tem a oportunidade de experienciar o trabalho desenvolvido recentemente por Arlindo Arez, artista conterrâneo e contemporâneo, de reconhecimento internacional. O tema da exposição - ESTUÁRIOS - pretende enquadrar estes trabalhos, abstratos, por conceção, numa linhagem histórica de pintura de paisagem, reinterpretada, como é claro, num registo identificável numa corrente de Expressionismo Abstrato.

  • A não perder

    Em janeiro na Casa Manuel Teixeira Gomes

    11 a 31 de Janeiro

    Em janeiro assinala-se na Casa Manuel Teixeira Gomes o bicentenário do nascimento do Báb - uma das figuras centrais da Fé Bahá'í - que preparou o mundo para a vinda de Bahá'u'lláh, o prometido de todas as épocas. Em apenas 6 anos, o impacto que a Sua vida e obra geraram foi tal que, 200 anos depois, milhões de pessoas no mundo inteiro desejam celebrar e homenagear a Sua vida e Missão.|| Consulte também a restante programação.

  • A não perder

    Hora de Conto com Autores “A aventura da pulguinha Aurora”

    1 de fevereiro

    Aurora é uma pequena pulga que se perde dos seus pais e embarca numa aliciante aventura para encontrar o caminho de volta a casa. Junta-te a ela nesta viagem e ajuda-a a decifrar o enigma que a levará ao encontro da sua família.

  • Ateliêr Grandes e Pequenos “A última paragem
  • Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha
  • Histórias na Quinta
  • Clube de Escrita Criativa para Jovens
  • Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão
  • Música p’ra nanar na Biblioteca
  • Exposição
  • Em janeiro na Casa Manuel Teixeira Gomes
  • Hora de Conto com Autores “A aventura da pulguinha Aurora”

O Festival do Berbigão que irá decorrer nos dias 9 e 10 de setembro, no Polidesportivo da Figueira celebra este ano 15 anos com mil e uma iguarias. A edição deste ano tem horário marcado para as 19h00 e volta a fazer as delícias de residentes e turistas como um evento gastronómico, por excelência, onde o berbigão é confecionado das mais diversas formas: massa de berbigão, arroz de berbigão, papas de berbigão, rissóis de berbigão e, claro, berbigão ao natural são algumas das propostas.

O recinto do festival tem capacidade para cerca de 400 lugares sentados e irão ser preparadas cerca uma tonelada e meia de berbigão para fazer os deleites de mais de quatro mil pessoas que procuram um dos pratos mais genuínos e saborosos da gastronomia regional. Este bivalve tradicionalmente confecionado de uma forma simples surge neste certame sob as mais diversas formas, sempre tendo como base um pouco de azeite, um ramo de salsa ou coentros e um dente de alho.

A música local e nacional garantirão o entretenimento para que todos possam dançar, e no primeiro dia inclui as atuações duo musical "NELSON E JOÃO"
e os espetáculos com "Generation XXI" e "Amigos da Figueira", enquanto no dia seguinte, após a atuação da acordeonista “Vera Lúcia”, a música tradicional ficará a cargo da afamada artista “Mónica Sinta” que promete encantar o público com os seus êxitos.

Este festival de dois dias oferece a oportunidade para experienciar uma verdadeira festa típica, enriquecida pela comunidade e visitantes e pela gastronomia tradicional algarvia. De referir que, o Festival do Berbigão tem uma forte componente voluntária, dado que, cerca de 100 pessoas com espírito de entreajuda estão, durante dois dias, a trabalhar para que cada edição seja inesquecível e deliciosa. Cada ano que passa, este Festival bate o record de entradas, comprovando o interesse por parte daqueles que visitam em degustar este bivalve nas mais diversas formas num evento onde não falta a animação musical e onde impera o bom ambiente. O número de visitantes no ano transato foi de 5000, no ano de 2015 de 4000 e no ano 2014 foi de 3000.

A Figueira organiza há 15 anos consecutivos o Festival do Berbigão, em honra ao lugar especial que este molusco tem no seu coração, pois a apanha do berbigão na Ria de Alvor data bem para lá da antiguidade, tendo este negócio sustentado muitas famílias locais em tempos idos.

O certame vai decorrer entre as 19h00 e a 01h00 e a entrada tem o valor de 3 euros, numa organização da Sociedade Recreativa Figueirense, com os apoios da Câmara Municipal de Portimão e da Junta de Freguesia da Mexilhoeira Grande.

 

 

0
0
0
s2sdefault