• Portimão celebra Dia da Criança com festa especial e virtual

    Noticias

    Portimão celebra Dia da Criança com festa especial e virtual

    Ler mais

  • Covid 19 inspira edição especial da Corrida Fotográfica de Portimão

    Notícias

    Covid 19 inspira edição especial da Corrida Fotográfica de Portimão

    Ler mais

  • Se sair de casa use Máscara para proteção de todos

    Notícias

    Se sair de casa use Máscara para proteção de todos

    Ler mais

Considerando que no decorrer do ano de 2018 será lançado um novo procedimento, nomeadamente um Concurso Público Internacional, com vista a garantir o serviço de VAIEVEM no município de Portimão para os próximos anos;

Considerando que neste novo procedimento serão contempladas, entre outras, alterações aos horários e aos percursos dos autocarros, algumas até já assumidas pelo atual executivo e outras que naturalmente decorrerão do novo Plano de Mobilidade Urbana Sustentável;

Considerando que no âmbito dos termos do referido concurso público internacional deverá ser definida uma estratégia global de comunicação associada ao serviço público de transporte coletivo de Portimão, em que a questão dos horários e digrama de Rede, será uma das várias variáveis a considerar;

Considerando que no âmbito dos termos do referido concurso público internacional deverá ser a empresa a quem o concurso for adjudicado a assumir os custos com a produção e montagem dos suportes de comunicação do referido serviço ao utente;

Considerando que a proposta apresentada pelo vereador do PSD vai de encontro ao que o Partido Socialista apresentou no Programa Eleitoral para o mandato 2017-2021, sufragado e aprovado pela maioria dos eleitores nas eleições de 1 de Outubro, e que de seguida se transcreve: “Otimização da rede municipal de transportes públicos, melhorando a sua eficácia em função das necessidades dos utentes e assegurando, ao mesmo tempo, a sua sustentabilidade…”

Considerando que as situações mais críticas de falta de informação já se encontram a ser resolvidas e que proposta apresentada implica um investimento avultado em suportes de comunicação e que, rapidamente, ficariam desatualizados;

Considerando que não faz qualquer sentido apreciar ou votar propostas que já se encontram definidas no programa de governação deste executivo para o presente mandato;

Julga-se a proposta em causa extemporânea e desprovida de sentido, pelo que não será votada favoravelmente.
Reafirma-se, no entanto, a total disponibilidade deste executivo para acolher novas propostas, desde que estas sejam complementares e não réplicas do programa de governação definido.

Portimão, 19 de Dezembro de 2017

 

0
0
0
s2sdefault