• Seminário EDUCAR...o Quê, Como e Onde?

    A Não Perder

    Seminário EDUCAR...o Quê, Como e Onde?

    Ler mais

  • Música p’ra nanar na Biblioteca

    A não perder

    Música p’ra nanar na Biblioteca

    Ler mais

  • Ilustres desconhecidos | Concerto para Piano de Joly Braga Santos

    A não perder

    Ilustres desconhecidos | Concerto para Piano de Joly Braga Santos

    Ler mais

  • A não perder

    Ateliêr Grandes e Pequenos “A última paragem" de Matt de la Peña

    18 de janeiro

    Esta viagem, cheia da energia de uma cidade movimentada, dá relevo a um olhar maravilhoso, que só pode ser partilhado entre avós e netos, ganhando vida através da escrita vibrante de Matt de la Peña e das ilustrações radiantes de Christian Robinson.

  • A não perder

    Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha

    Janeiro a março 2020

    De forma a abordar temas que despertem o público para uma audição mais consciente da música, João Miguel Cunha propõe-se comentar semanalmente obras de grandes compositores, com o suporte de vídeo e áudio. Os assistentes serão exortados a colaborar, colocando perguntas ou expressando ideias ou emoções, no sentido de se criar uma verdadeira tertúlia.

  • A não perder

    Histórias na Quinta

    25 de janeiro

    Como novidade nos ateliês, a Quinta Pedagógica irá iniciar uma nova atividade de sábado, as “Histórias na Quinta”, onde a Biblioteca Municipal vem à Quinta ler histórias.

  • A não perder

    Clube de Escrita Criativa para Jovens

    24 janeiro, 21 fevereiro e 6 e 20 de março 2020

    Este clube de escrita criativa tem como objetivo fomentar desde cedo nos jovens o prazer pela escrita. Será um espaço de troca de experiências e criações literárias em que o gosto pela leitura será também bem marcado.

  • A não perder

    Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão

    7 de dezembro a 12 de abril 2020

    A exposição dos trabalhos premiados da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão, maior maratona fotográfica a sul do Tejo – bem como a entrega dos prémios aos vencedores, está marcada para sábado, dia 7 de dezembro, às 17h00, no Museu de Portimão e estará integrado no programa oficial das Comemorações do Dia da Cidade de Portimão.

  • A não perder

    Música p’ra nanar na Biblioteca

    8 fevereiro, 14 março, 23 maio e 13 junho

    Nestas sessões de música pretende-se proporcionar à criança momentos lúdicos que o irão preparar para futuramente entender melhor a música, expressando as suas próprias ideias musicais de forma autónoma e independente.

  • A não perder

    Exposição "Estuários" de Arlindo Arez

    Até 23 de fevereiro

    Nesta exposição, o público tem a oportunidade de experienciar o trabalho desenvolvido recentemente por Arlindo Arez, artista conterrâneo e contemporâneo, de reconhecimento internacional. O tema da exposição - ESTUÁRIOS - pretende enquadrar estes trabalhos, abstratos, por conceção, numa linhagem histórica de pintura de paisagem, reinterpretada, como é claro, num registo identificável numa corrente de Expressionismo Abstrato.

  • A não perder

    Em janeiro na Casa Manuel Teixeira Gomes

    11 a 31 de Janeiro

    Em janeiro assinala-se na Casa Manuel Teixeira Gomes o bicentenário do nascimento do Báb - uma das figuras centrais da Fé Bahá'í - que preparou o mundo para a vinda de Bahá'u'lláh, o prometido de todas as épocas. Em apenas 6 anos, o impacto que a Sua vida e obra geraram foi tal que, 200 anos depois, milhões de pessoas no mundo inteiro desejam celebrar e homenagear a Sua vida e Missão.|| Consulte também a restante programação.

  • A não perder

    Hora de Conto com Autores “A aventura da pulguinha Aurora”

    1 de fevereiro

    Aurora é uma pequena pulga que se perde dos seus pais e embarca numa aliciante aventura para encontrar o caminho de volta a casa. Junta-te a ela nesta viagem e ajuda-a a decifrar o enigma que a levará ao encontro da sua família.

  • Ateliêr Grandes e Pequenos “A última paragem
  • Músicas às Terças | Audições comentadas por João Miguel Cunha
  • Histórias na Quinta
  • Clube de Escrita Criativa para Jovens
  • Exposição da 19ª Corrida Fotográfica de Portimão
  • Música p’ra nanar na Biblioteca
  • Exposição
  • Em janeiro na Casa Manuel Teixeira Gomes
  • Hora de Conto com Autores “A aventura da pulguinha Aurora”

Começou hoje a intervenção artística que vai dar nova vida a fachada de um edifício na Praça 1º de Maio, em Portimão. Ao longo dos próximos dias é possível acompanhar a intervenção artística urbana a cargo de João Samina que tem como objetivo promover o Mundial de Futebol de 2018 que tem início já no próximo mês de junho.

Este projeto nasce pela mão da Federação Portuguesa de Futebol, através da Mistaker Maker, tendo como principal objetivo trabalhar a mentalidade coletiva dos portugueses, fazê-los sentirem-se mais capazes, mais destemidos, mostrar que não existem impossíveis e que ninguém nasce herói. A FPF apresenta-se assim com um novo posicionamento para a campanha rumo ao Mundial, sob o lema “Conquista o Sonho”.

Foi com enorme prazer que desde logo o município de Portimão se associou a este projeto de intervenção urbana, exclusiva de 7 cidades portuguesas, que irá trazer ao coração da cidade, Praça 1º de Maio, um dos principais eixo de circulação pedonal e automóvel, um forte impacto visual associado ao futebol e ao Mundial 2018. A fachada do edifício localizado na Praça 1º de Maio ganhará uma nova vida pela mão do João Samina, um dos artistas convidados a participar no projeto.

O artista urbana é o responsável pela intervenção artística a realizar na fachada do edifício na Praça 1º de Maio (frente ao edifício Paços do Concelho) e promete criar grande impacto visual com o seu trabalho e este projeto específico que tem como inspiração “Conquista o Sonho”.

ENQUADRAMENTO:
João Samina teve desde cedo contacto com o mundo das artes, principalmente com o desenho e com a pintura. Aos 14 anos, Samina, iniciou o seu caminho no mundo da Street Art quando começou a desenhar e colar stickers. Foi acompanhando o crescimento do movimento em Portugal e lá fora e desenvolvendo em paralelo o seu trabalho autoral, sempre inspirado pelo que ia testemunhando nas ruas.

Foi durante esse período que descobriu o stencil e à medida que a sua ambição enquanto artista foi crescendo, a exploração e o domínio da técnica foram sendo cada vez maiores. Formou-se em Arquitetura e tudo o que aprendeu sobre o espaço e suas geometrias, tornaram-se ingredientes cada vez mais presentes nas suas criações, que são constantes procuras de forma de expressão das suas ideias.

O seu trabalho reside em grande parte no permanente conflito e/ou equilíbrio de composições geométricas às quais adiciona a representação natural humana.
A Federação Portuguesa de Futebol é a entidade responsável pela dinamização deste projeto de arte pública, em parceria com várias Câmaras Municipais e um coletivo de oito artistas nacionais. O projeto arrancou na semana passada na Covilhã e decorre em várias cidades de norte a sul do país (Lisboa, Porto, Coimbra, Covilhã, Portimão, Guimarães e Beja). Alicerçado no movimento “Conquista o Sonho”, lançado recentemente pela FPF, pretende inspirar e motivar os portugueses a perseguirem o que os faz felizes e a Seleção a conquistar o próximo Mundial.

Neste projeto, o organismo que superintende o futebol nacional conta a colaboração da curadora Lara Seixo Rodrigues, criadora do projeto Lata 65, Festival Wool, Estau ou Muraliza Cascais.

O coletivo de artistas selecionado pela FPF contempla nomes consagrados e talentos emergentes da arte urbana nacional, com trabalhos elaborados do graffiti ao ‘stencil’, passando por todos os géneros, estéticas e técnicas habitualmente referidas como pós-graffiti com influências contemporâneas de ilustração figurativa.
As peças e murais a desenvolver no âmbito deste projeto serão representações únicas e inéditas do movimento “Conquista o Sonho”, sem quaisquer fins lucrativos e com o objetivo único de servir e inspirar os portugueses, trabalhando numa mentalidade coletiva mais ganhadora, ambiciosa e capaz.

 

 

0
0
0
s2sdefault