Café Memória Portimão vai ser ponto de encontro privilegiado para as pessoas com demência e seus familiares

10.05.2022

O Município de Portimão, a Alzheimer Portugal e a Sonae Sierra assinaram ontem, 9 de maio, um protocolo de colaboração relativo ao Projeto Café Memória, visando a operacionalização na cidade de um local de encontro destinado a pessoas com problemas de memória ou demência, bem como aos seus familiares e cuidadores.

O Café Memória Portimão vai arrancar em setembro próximo, naquele que é o “Mês da Pessoa com Demência”, e irá possibilitar a partilha de experiências e suporte mútuo, proporcionando um ambiente acolhedor, reservado e seguro, no qual é facilitada a interação e oferecido apoio emocional, informação útil e promovida a participação das pessoas em atividades lúdicas e estimulantes, com o apoio de profissionais de saúde ou de ação social, num contexto informal.

A missão do Café Memória consiste em reduzir o isolamento social em que muitas das pessoas com demência e os seus familiares e cuidadores se encontram, contribuindo para a melhoria da sua qualidade de vida.

Pretende ainda sensibilizar a comunidade para a problemática das demências e envolvê-la na prossecução dos seus objetivos, nomeadamente através da prática de voluntariado, diminuindo deste modo o estigma que lhe está associado, tendo começado como projeto-piloto em abril de 2013 e alargando o seu alcance a várias regiões do país durante a última década.

Promover a saúde e prevenir a doença

Sobre as três entidades subscritoras do protocolo, a Sonae Sierra associa-se ao Café Memória Portimão no âmbito do desenvolvimento de atividades de âmbito social, enquanto a Alzheimer Portugal é a instituição referência no nosso país no que toca à promoção dos direitos e prestação de cuidados e apoios especializados às pessoas com demência, ao passo que o Município de Portimão reforça com este projeto as suas competências de promoção da saúde e prevenção da doença.

Para esse efeito, a autarquia vai apoiar a Alzheimer Portugal com o valor anual de 3.500 euros, correspondente à criação na cidade do Café Memória, que funcionará a partir de setembro deste ano, uma vez por mês, numa sala do Museu de Portimão.

Com esta intervenção, o Município de Portimão pretende promover a assistência, reabilitação e reinserção social, nomeadamente nas valências de psiquiatria e saúde mental, indo também ao encontro de respostas em geriatria.

Projeto “Musical(Mente)” e outras atividades

O Núcleo do Algarve da Associação Alzheimer Portugal tem sede em Portimão e disponibiliza dois gabinetes de apoio da demência, um em Portimão e outro na cidade vizinha de Lagoa, tendo registado desde setembro passado 394 atendimentos telefónicos, presenciais e por e-mail, além de 104 acompanhamentos de caso.

O Gabinete de Apoio na Demência de Portimão, localizado na Urbanização do Pimentão, Lote 2-cave, situada nos Três Bicos, funciona mediante marcação prévia de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 12h30, podendo ser contactado pelo número de telemóvel 965 276 690 ou pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

De entre as atividades organizadas, merece destaque a ação “Musical(Mente)”, que estimula pela música as pessoas com demência e os seus cuidadores e familiares, tendo contado até à data com 50 participantes nas 12 sessões decorridas desde fevereiro passado.

Esta atividade faz parte do projeto SER na Demência, vencedor do Prémio do Voluntariado Portimão 2021, e é realizada quinzenalmente no Centro Paroquial do Amparo, em Portimão, às segundas-feiras, das 11h00 às 12h30.

Num ambiente descontraído, são estimuladas nos participantes as reminiscências e recordação de experiências e eventos do passado através da música, ao mesmo tempo que há um momento de conexão entre cuidador e pessoa cuidada.

Refira-se, a propósito, que a investigação científica evidencia os benefícios da música em pessoas com demência, ao permitir recordar acontecimentos importantes e estimular o funcionamento verbal, o que potencia as oportunidades de envolvimento social, possibilitando ao mesmo tempo um alívio dos sintomas de agitação, ansiedade e depressão.

A participação nesta atividade é gratuita, embora seja necessária inscrição através dos seguintes contactos do Núcleo do Algarve da Alzheimer Portugal: email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou telemóvel 965 276 690.

Por outro lado, em outubro de 2022 Portimão vai receber a segunda edição do Grupo Psicoeducativo para Cuidadores Informais, igualmente parte do projeto SER na Demência, durante a qual serão desenvolvidas atividades formativas e de sensibilização, destinadas a cuidadores formais, informais e técnicos de instituições.

Todos os apoios são bem-vindos

Importa salientar para os interessados em apoiar esta causa que as doações feitas ao Núcleo do Algarve da Alzheimer Portugal e as quotas de associados residentes na região serão revertidas para iniciativas locais, fornecendo recursos vitais para as pessoas com demência que aqui vivem.

Os beneméritos poderão fazer um donativo pontual ou regular para PT50 0035 2166 00021503230 97, sendo os benefícios fiscais (para empresas, até 140%) aplicados na sua declaração de imposto, mediante as respetivas circunstâncias fiscais.

Entre outras modalidades, também existe a possibilidade de se tornarem associado particular (25 euros/ano) ou empresarial (150euros/ano), ou consignar 0.5 por cento do seu IRS já pago para a Alzheimer Portugal na declaração de impostos, indicando o NIF 502 069.

Demências têm forte impacto social e económico

A Alzheimer Portugal é uma instituição particular de solidariedade social com âmbito nacional, criada há 31 anos para promover a qualidade de vida das pessoas com esta doença e outras formas de demência, bem como dos seus familiares e cuidadores.

Os mais recentes dados epidemiológicos apontam para a existência de 160 a 205 mil pessoas com demência em Portugal, realidade que coloca desafios a todos os sistemas de cuidados de saúde e sociais, já que o segmento etário mais idoso é aquele que apresenta os índices de crescimento mais rápido.

As demências têm fortes impactos sociais e económicos, se forem tidas em conta as diferentes exigências ao longo do seu percurso, havendo a necessidade de garantir apoio e informação aos cuidadores familiares e profissionais.