Portimão assinala Dia de Luto Nacional pelas Vítimas de Violência Doméstica

O Município de Portimão associa-se ao Dia de Luto Nacional pelas Vítimas de Violência Doméstica, que se assinala este sábado, 7 de março, com a colocação de faixas pretas na fachada de alguns edifícios municipais, num gesto simbólico de alerta para este flagelo social.

As faixas serão colocadas nos Paços do Concelho, Museu de Portimão, TEMPO - Teatro Municipal de Portimão, Portimão Arena, Casa Manuel Teixeira Gomes, Centros Comunitários da Cruz da Parteira, Coca Maravilhas e Pontal. Centros de Convívio Sénior e Centro de Convívio da Aldeia das Sobreiras, Pavilhão Gimnodesportivo de Portimão, Complexo Desportivo de Alvor e Complexo Desportivo da Mexilhoeira Grande, bem como no Lar da Criança de Portimão e nas instalações da Comissão de Proteção de Jovens, entre outros edifícios.

A efeméride foi instituída no ano passado pelo Governo, em homenagem às vítimas de violência doméstica e suas famílias, visto tratar-se de uma realidade social considerada intolerável e inadmissível, que exige uma ação determinada e a congregação de esforços de toda a sociedade para defender, de forma intransigente, a integridade e a dignidade das mulheres.

Com protocolo nesta área desde 2008, foi o mesmo recentemente renovado com a integração de novos parceiros assumindo uma relação cooperação, envolvendo o Município de Portimão, a Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade, a Comunidade Intermunicipal do Algarve e a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, entre outras entidades. No âmbito deste protocolo, a autarquia vai reforçar a sua intervenção na promoção da igualdade de género e no combate à violência doméstica, através de um conjunto de ações de sensibilização e formação, que serão promovidas ao longo do corrente ano.

Segundo a APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica em Portugal, abarcando todas as condições e estratos sociais e económicos, flagelo que afeta em particular a região algarvia.

A funcionar em Portimão desde dezembro de 2000, o gabinete local da APAV registou no ano passado um total de 294 utentes, 255 dos quais foram vítimas de crime, sendo 82 por cento do sexo feminino, sobretudo mulheres na faixa etária entre os 25 e os 54 anos, casadas (25,9 por cento), com filhos (29.4 por cento) e com escolaridade ao nível do ensino secundário (17,3 por cento) e superior (14,1 por cento). As relações de cônjuge, companheira ou namorada com o autor do crime totalizam 40 por cento das situações detetadas.

O gabinete está situado na Esquadra de Portimão da PSP, localizada na Avenida Miguel Bombarda, podendo ser igualmente contactada por telefone (282 484 407) ou e-mail (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.).

0
0
0
s2sdefault