Centena e meia de t-shirts quebram em Portimão barreiras e estereótipos no “Estendal pela Igualdade”

28.10.2021

O Jardim 1º de Dezembro e o espaço exterior da Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes exibem até 5 de novembro centena e meia de t-shirts no “Estendal pela Igualdade”, decoradas aos olhos e pelas mãos de crianças, jovens e menos jovens que aceitaram o desafio lançado no âmbito da Semana Portimão pela Igualdade, dinamizada pelo Município local.

Esta instalação artística, que pretende quebrar barreiras e estereótipos, representa um sinal mais de cidadania e educação para a igualdade de género e constitui um forte alerta para a existência de uma consciência coletiva que realce a importância de que todas as pessoas, independentemente do género, deverão ser tratadas de forma igualitária, com os mesmos direitos e oportunidades.

Participaram no Estendal pela Igualdade os Centros de Convívio Sénior de Portimão e da Aldeia das Sobreiras, os Centros Comunitários dos Bairros do Pontal, Coca Maravilhas e Cruz da Parteira, o Banco Alimentar do Algarve, a Escola Shotokan Karate Portimão, o Lar da Criança de Portimão, o Agrupamento de Escolas Poeta António Aleixo - Centro Escolar do Pontal, a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes e a Universidade do Algarve - Pólo de Portimão para além de alguns anónimos.

Até dia 5 de novembro, quem pretender juntar a sua voz a este movimento pela igualdade de género poderá colocar também a sua t-shirt no “Estendal pela Igualdade”, tanto no Jardim 1º de dezembro, como no espaço exterior da Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes.

As desigualdades e discriminações baseadas no sexo são, ainda hoje, frequentes e persistentes, tanto no domínio público como no privado, afetando não só as mulheres, como também os homens, de diversas formas e em todos os domínios sociais, da política à economia, passando pelos fatores laboral, pessoal e familiar.

No sentido de alertar a sociedade para estas questões, o Município de Portimão promoveu entre 24 e 29 de outubro a Semana pela Igualdade, durante a qual realizou diversas atividades de sensibilização para a igualdade de género e a inclusão social, nomeadamente a apresentação de diversos projetos concelhios ligados a esta problemática tão pertinente.