Roadshow GovTech passou pela Startup Portimão

No passado dia 10 de maio o Roadshow GovTech passou pela Startup Portimão, numa sessão de esclarecimento, com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro que apresentou esta iniciativa do Governo junto das empresas incubadas e alguns outros empreendedores interessados, desafiando-os para os objetivos do desenvolvimento sustentável das Nações Unidas.

A participação dos empreendedores no GovTech constitui uma oportunidade única de divulgação dos seus projetos, quer através de eventos a nível nacional, quer através da presença digital dos vários canais dinamizados pelo GovTech, afirmou Luís Goes Pionheiro, Secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa. O próprio website do GovTech tem algumas funcionalidades construídas em blockchain, com badges e sistema de pontos, denominados «govtechs».

Os projetos candidatos têm de ser originais e inovadores e deverão disponibilizar um protótipo funcional, um plano de negócios e um vídeo de apresentação, entre outros elementos.

A sessão de apresentação e esclarecimentos na Startup Portimão foi antecedida por Luís Matos Martins, CEO dos Territórios Criativos e Filipe Vital, Vereador da Câmara Municipal de Portimão, sendo que o Secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes foi convidado a fazer uma visita guiada às instalações da StartUp Portimão onde ficou a conhecer o trabalho de alguns empreendedores que aqui estão sedeados, deixando palavras de incentivo a quem tem produtos ou serviços inovadores dentro dos 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável, para que não deixe passar a oportunidade de concorrer ao GovTech.

Sobre o GovTech

O GovTech (https://govtech.gov.pt) é uma iniciativa do Governo que tem como objetivo premiar e apoiar produtos e serviços inovadores, criados por startups, que se enquadrem na resolução de pelo menos um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) ou “Sustainable Development Goals” (SDG) das Nações Unidas. Procuram-se protótipos funcionais (materializados), originais e que demostrem interesse relevante para a sua implementação, potencialmente, também em países em desenvolvimento.

O Prémio é de 30 mil euros para cada um dos três projetos vencedores que terão ainda direito a um protocolo de colaboração com o Estado para desenvolver e testar o produto ou serviço, incubação pelo prazo de 3 meses, apoio à internacionalização e acesso ao Websummit, com a possibilidade de expor o produto ou serviço durante um dia no evento.

As candidaturas poderão ser submetidas até dia 31 de maio, decorrendo posteriormente, entre 28 de junho e 28 de agosto, a fase de votação, onde serão selecionados, pelo júri e pelo público, 6 protótipos finalistas. Tudo isto poderá ser feito em »» https://govtech.gov.pt/

Email

0
0
0
s2sdefault